• Instituto Inanis

Contemple a dúvida

Atualizado: Mai 25



Como essa série de textos tem o objetivo que trazer reflexão, nada melhor que a vibração do número dois para nos inspirar. O dois nos coloca em dúvida, em dualidade: quero ou não quero, posso ou não posso, vou ou não, gosto ou não gosto. Decidir é uma necessidade e no caso do número dois ela nos ensina a sempre olhar para os dois lados, a não ser impulsivo, a analisar todos os prós e contras de toda e qualquer ação.


Por essa habilidade de análises múltiplas o arquétipo que movimenta fevereiro é o pacificador. Pessoas simples e providas de tato, diplomacia e jogo de cintura (característica difícil de encontrar em nossa sociedade, reflexo disso estão as dores na coluna, lombalgias, isquialgias); de modo geral, temos uma atitude de não conseguir lidar bem com as situações quando ela são diferentes do que esperamos.


Na família o pacificador é aquele chamado para “por panos quentes”, acalmar intrigas, mediar conflitos. Mas podem se sentir sobrecarregados, por estarem sempre neutros. É difícil dizer “não”, talvez tão difícil como dizer “sim”. Por isso, delegam escolhas pessoais, como o que comer, o que vestir, como ir... E mesmo não gostando do resultado da escolha de outra pessoa, guardam suas frustrações. Nos relacionamentos conseguir expressar sua vontade, sem se anular, é o maior desafio e crescimento. Porque, a facilidade de se adaptar a realidade do outro faz, muitas vezes, com que se afaste da sua essência.


A protelação é o mecanismo de defesa por receio de criar conflitos. O maior gasto de energia do pacificador é o de tentar agradar a todos. Medo e inseguranças aparecem pelas projeções de não ser o que o outro espera. Encontrar a autenticidade e reconhecer seus próprios limites é um caminho saudável que leva ao crescimento e evolução espiritual.


O elemento da natureza é o AR, que expressa movimento livre em toda e qualquer direção. O ar se relaciona aos pensamentos e a mente. Intelectuais e racionais até para sentir e se emocionar. A cor é a ROSA, que representa os seres leves, belos, românticos. Que vêm o mundo com confiança e esperança. Essa cor torna leve tudo aquilo que é denso, harmoniza e acalma.


Contemple sua essência pacificadora e aprenda sobre seus limites!

Carina Ceratti

Naturóloga, professora e Diretora do Instituto Inanís

INSTITUTO INANÍS Contemple sua essência

42 visualizações

Siga

  • Facebook Instituto Inanís
  • Instagram Instituto Inanís
  • YouTube - Instituto Inanís

​© 2016 desenvolvido por Carpes